psicologia clínica

PSICOLOGIA CLÍNICA

Entende-se a psicologia clínica como a sub-área da psicologia, mais especificamente referente a terapêutica. Em que há a relação direta psicoterapeuta-paciente, profissional-pessoa, ou ainda psicologia-sociedade. Dentre as áreas da ciência psicológica o fazer mais conhecido pelo senso comum é a psicologia clínica.

Muitos ainda associam a imagem do psicólogo somente ao modelo tradicional de terapeuta clínico. Aquele que escuta e faz pontuações. Portanto, alguns conceitos são pertinentes à prática clínica, bem como à escuta, a subjetividade, o sofrimento psíquico, aceitação incondicional, o comportamento. 

A clínica em psicologia é um espaço criado para atender o outro em sua singularidade. Ouvi-lo, orientá-lo, apontar caminhos a fim de proporcionar alívio emocional. Também para autoconhecimento, ajustamento criativo, etc. O psicólogo é esse profissional mediador que propicia o encontro do sujeito consigo mesmo a partir da fala.

É oportuno esclarecer que toda a amplitude do fazer clínica está direcionada a atender às diversas demandas. Bem como crianças, adolescentes, adultos e idosos. Visando ajudar na recuperação do sujeito em sofrimento psíquico, na reestruturação de seu bem-estar biopsicossocial. E sobretudo, na promoção da saúde. O trabalho do psicólogo na clínica, independente da abordagem teórica utilizada, tem como bases de trabalho o psicodiagnóstico e a psicoterapia individual.

psicologia clínica

Muitas pessoas tem a impressão “caricata” do consultório clínico, seu analisado e analisando. A ideia tradicional já relatada inicialmente, do psicanalista e seu paciente deitado no divã prevalece até hoje.

O trabalho do psicólogo clínico impõe uma importância de dimensões grandiosas. Não apenas na vida dos que passam por analises, como também da sociedade de forma geral. Pois tal área para nossa surpresa, também tem uma perspectiva de pesquisas. De forma que as mesmas contribuem na sociedade de forma relevante. O psicólogo que entrar em tal área terá que ter primordialmente uma grande fundamentação teórica. Estar em analise, participar de algum grupo de estudo no intuito de ser reconhecido e ter respaldo profissional. Ter uma relação de total aceitação com outro, acreditar de fato na recuperação e na mudança das problemáticas do seu paciente.

A ação desse profissional é requerida em situações de crise individual ou grupal. Ou quando sucedem perturbações de comportamento ou personalidade. Em seu trabalho com os pacientes o psicólogo clínico deverá utilizar uma abordagem psicológica para desenvolver suas atividades. Dentre elas podemos encontrar a psicanálise, terapia cognitivo-comportamental, humanista, sistêmica e orientação psicanalítica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *